sexta-feira, 18 de maio de 2018

Ensinamentos

Por estes dias temos tido uma ajuda diferente. Um amigo Indiano do meu pai, monge e médico ayurdico, de passagem por Portugal, ofereceu-se para nos ajudar a encontrar caminhos para que possamos aos poucos ir de encontro à harmonia.

Conhecemo-lo na Terça-feira, e passados 10 minutos já tinha feito o seu diagnóstico sobre nós e os nossos filhos (e leu nos tão bem). Espantoso como com alguém que tínhamos acabado de conhecer conseguimos falar sem barreiras, segredos e limitações... e o impacto positivo que tal tem no espírito e na mente.

Depois do primeiro encontro a 3, mais que tudo passou algum tempo com ele sozinho e hoje foi a minha vez de um tete-a-tete. A imagem acima ilustra a principal mensagem que me transmitiu. E a importância de a pôr em prática...

Foi sem dúvida muito proveitoso este contacto e é pena que só tenha sido possível durante 3 dias.

segunda-feira, 14 de maio de 2018

sábado, 12 de maio de 2018

Rosa do meu jardim

" Uma única rosa pode ser meu jardim ... 
um único amigo, o meu mundo. "
Leo F. Buscaglia

Bom fim de semana!

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Leituras em dia: Origem de Dan Brown

Apesar de andar com o tempo super ocupado não deixo de reservar todos os dias um pouco do meu tempo para fazer o que mais gosto: ler!

Terminei ontem a leitura de Origem de Dan Brown. Gostei, mas acho que este livro é menos empolgante de que os que li anteriormente do escritor. Tem menos acção, menos mistério, mas ainda assim é um livro interessante, porque nos leva a reflectir sobre a direcção para a qual a humanidade caminha. 

A próxima leitura já está escolhida: O homem de giz de C. J. Tudor.

Boas leituras!

sexta-feira, 4 de maio de 2018

Don't quit

Boa Sexta e Bom fim de semana!

sexta-feira, 27 de abril de 2018

Um copo à nossa saúde!

Não bebo muitas bebidas alcoólicas, exceptuando uma cerveijinha esporádica em dias de muito calor e o copo de vinho tinto ao jantar, que me acompanha ao serão! 
E pela informação que circula na Internet (desde que não seja em excesso, claro) só trás benefícios!

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Dos últimos dias

Estes últimos dias, ou melhor dizendo semanas não têm sido muito fáceis. Tenho o marido doente, já esteve internado, mas ainda sem diagnóstico. Suspeito que se trata de stress ou depressão. Anda sempre com dor de cabeça, sem alento, sem vontade... e à mínima vai deitar-se na cama. O barco anda para a frente, mas basicamente sou a única a remar...
Melhores dias virão, pelo menos assim espero e desejo.

Entretanto também há coisas boas. As minhas energias estão em alta, e cada dia vejo como me fez bem mudar de casa e estar próxima da natureza! Poder ir ao exterior sem descer 3 andares, ter um jardim onde posso remexer na terra e plantar legumes, flores e hortaliças. Ver as árvores a florir e a ganhar folhas. Escutar os pássaros a chilrear. Sardaniscas a procurar os raios de sol... E poder deixar os meninos brincar livremente no espaço envolvente a casa... Tudo coisas boas de que tento desfrutar ao máximo.

E foi isso mesmo que fiz no dia da liberdade! As crianças foram passar o dia com os avós e eu andei durante cinco horas a jardinar, cavar, ceifar... fiquei com um lindo bronze, com bolhas e calos nas mãos, mas fiquei feliz!

sexta-feira, 13 de abril de 2018

quarta-feira, 11 de abril de 2018

É preciso sorte...

Como estava bom tempo e como esta semana o meu horário de saída é às 16.20, resolvi aproveitar a oportunidade e fazer uma caminhada até casa!
É uma caminhada que em passo acelerado pouco mais dura do que quinze minutos... Quinze preciosos minutos para descomprimir e relaxar...
Mas tive azar... A meio do percurso abateu se sobre mim uma chuva insistente, as gotas impelidas pelo vento atingiam o meu rosto... E eu so pensava em acelerar o passo para evitar ser molhada e nao piorar a minha constipação!
Por favor S. Pedro, na proxima vez aguenta a chuva mais 10 minutitos!

Entrei em casa com aspecto de cao molhado! Baaahhh...

Ironicamente parou de chover.

quinta-feira, 5 de abril de 2018

As Doenças e a Indústria Farmaceûtica

Diariamente nas notícias se ouve falar sobre doenças. Um dia um milhão sofre disto, outro dia um milhão e meio sofre daquilo. Fazendo as contas acho que não existe por aí qualquer ser humano saudável.

É grave e a maior parte das pessoas simplesmente se deixa cair e aceita sem qualquer questionamento o veredicto médico.

Grave são também as doenças mentais que supostamente hoje em dia assolam as crianças. O caso mais gritante é o da TDAH (transtorno de déficit de atenção com hiperatividade). Qualquer criança que não se enquadre nos modelos pré estabelecidos é logo rotulada e o seu futuro fica a priori comprometido.

Algumas vozes fazem se ouvir no meio médico, que actualmente mais parece um negócio! Algumas vozes se fazem ouvir numa sociedade em que a diferença não é tolerada (embora cinicamente todos achem que sim!)

A propósito deste tema hoje li este artigo: Renowned Harvard Psycologist says ADHD is largely a fraud.